loucura..xxxxx pois pois  

rm_nadiaXwish 29F
11 posts
10/27/2005 11:41 am

Last Read:
3/5/2006 9:27 pm

loucura..xxxxx pois pois

No tempo em que festejavam o dia dos meus annos,
Eu era feliz e ninguem estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer annos era uma tradição de ha séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa como uma religião qualquer.
No tempo em que festejavam o dia dos meus annos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a familia,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida.
Sim, o que fui de supposto a mim-mesmo,
O que fui de coração e parentesco,
O que fui de serões de meia-provincia,
O que fui de amarem-me e eu ser menino,
O que fui ‒ ai meu Deus!, o que só hoje sei que fui...
A que distancia!...
(Nem o echo...)**
O tempo em que festejavam o dia dos meus annos!
O que eu sou hoje é como a humidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes...
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme atravez das minhas
lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um phosphoro frio...
No tempo em que festejavam o dia dos meus annos...
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo physico da alma de se encontrar alli outra vez,
Por uma viagem metaphysica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim...
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!
Vejo tudo outra vez Com uma nitidez que me cega para o que ha aqui...
A mesa posta Com mais logares, Com melhores desenhos na louça, Com
mais copos,
O aparador Com muitas coisas ‒ doces, fructas, o resto na sombra
debaixo do alçado ‒,
As tias velhas, os primos differentes, e tudo era por minha causa,
No tempo em que festejavam o dia dos meus annos...
Pára, meu coração!
Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Hoje já não faço annos.
Duro.
Somam-se-me dias.
Serei velho quando o fôr.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!...
O tempo em que festejavam o dia dos meus annos!...


pedronoporto2006 39M
6 posts
1/11/2006 7:17 am

Adorei , simplsmente profundo .

Queria agradecer-te a visita ao meu blog e aproveito para te dizer que gostaria de te conhecer um pouco melhor, sei que a cidade do porto te atrai por isso espero que te sintas atraida por mim tb.


rm_aufa1 54M
7 posts
1/24/2006 3:17 pm

è um estado de espirito um pouco deprimido para quem ainda é jovem.
Mas a vida tambem é madrasta e nem todos os dias são bons e cor de rosa mas espero que te reconcilies com a vida e na proxima escrita estejas mais animada.
De resto gostei mas não era bem isto que estava a espera de ler porque fiquei um pouco deprimido por isso vou-me embora a ver se encontro um blog mais animador para acabar o dia.
Até a proxima
Beijinhos!


rm_tarta70 47M
2 posts
2/20/2006 12:33 pm

triste, desprovido de sentido,tipico de um pseudo projecto a escritor.muitissimo pobre


pastor233 33M
5 posts
2/21/2006 11:08 am

Era sempre um prazer enorme conhecer alguem como tu...tenho fotos do meu corpo e webcam se m kiseres conhecer melhor...


softincursion5 57M
5 posts
3/6/2006 9:48 am

Lamento duas coisas: a 1ª o facto de não teres indicado indicado a autoria do poema, de não teres dito que se trata do poema «Aniversário» de Álvaro de Campos um dos heterónimos de Fernando Pessoa. 2º o facto de teres deixado um dos teus comentadores camar a Fernando Pessoa «um pseudo projecto a escritor», quando é considerado um dos maiores, senão o maior poeta mundial de sempre.


betasousa 41F
1 post
3/19/2006 12:26 pm

eu gosto de conhecer pessoas os meus amigos(as) dizem que sou demais
penso que aqui e o sitio certo . e desde já agradecer-te por vesitares o meu blog beijokas


Anjo_maroto 31M
1 post
4/20/2006 1:28 pm

oi linda. gostei do poema.


rm_Carlos5756 52M
165 posts
7/27/2006 10:55 pm

Me passas a impressão de pessoa preocupada com a vida e impressionada com a rapidez em que os anos se passam. Tens que viver a vida momento a momento com vigor e vontade de quem sabe que ela (a vida) é etérea, pois assim viverás com intensidade e não te arrependerás do que não fizestes e, talvez, digo, só talvez, se arrependas pelo que deixastes de fazer ao escolheres aquilo que afinal fizestes. Mas, assim mesmo, fizestes algo e tens que apreciar a realização. Ama que o amor é vida e paixão!
Nosso saudoso poeta brasileiro Vinicius de Moraes dizia sobre o amor "que não seja imortal posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure".


rm_bozoh_rj 39M

8/7/2006 8:21 pm

Aniversário

de Álvaro de Campos, poeta português

gostas dele ?


rm_Solitaire_69 50M
1 post
10/10/2006 2:35 pm

Pois, quando descobriram que o poema era de Fernando Pessoa, passou a ser um poema muito bonito......

Bhlaaa


rm_moreno69855 42M
3 posts
11/1/2006 2:45 pm

e muito mais ainda nós todos temos que descobrir!!poderia estar uma noite a falar sobre isso ou escrever!!mas não é preciso apenas quero te dizer que gostaria de te poder dar algo mais seria bom para ambos!podemos falar melhor sou de torres novas tenho 32 anos 170 alt. 69kg e muito giro!posso me deslocar até ai!
beijo quente humido e arrepiante como nós!


Become a member to create a blog